António Soares Correia Montenegro da Brisa morre atropelado na A1...

Existe uma enorme incapacidade de fiscalização e atuação por parte das instituições ao nível nacional no direito ao trabalho em segurança. Especialmente, quando no desempenho de certas funções profissionais está em causa a segurança de terceiros. São direitos que não devem deixar de prevalecer sobre outros bens e valores, como a rentabilidade e a racionalidade económica. A “Otimização”, de meios afetos a serviços que tiverem por missão as melhores práticas no âmbito da segurança rodoviária, nunca podem ser negligenciadas. Podendo em última análise, considerar-se muitos acidentes como crimes públicos consentidos.

“Contra a estupidez, mesmo os deuses lutam em vão”. Schiller

Funcionário da Brisa morre atropelado na A1

15/01/2013 - A vítima realizava trabalhos de manutenção da via quando foi colhida mortalmente por um pesado de mercadorias.

Um funcionário da Brisa morreu na tarde desta terça-feira, vítima de atropelamento, na Auto-estrada do Norte (A1).

A vítima realizava trabalhos de manutenção da via quando foi colhida mortalmente por um pesado de mercadorias ao quilómetro 266, no sentido sul-norte, da A1.

 

http://www.publico.pt/local/noticia/funcionario-da-brisa-morre-atropelado-na-a1-1580820

 

Vítima, de 61 anos, procedia a trabalhos de manutenção na A1 e terá saído do perímetro de segurança.

Foi atingido pelos rodados do reboque de um pesado.

O acidente ocorreu às 14h28, quando uma equipa da Brisa procedia à abertura de rasgos no piso, para facilitar a drenagem da água na autoestrada.

António terá dado um passo atrás, saindo do perímetro sinalizado na via da direita, no qual decorriam os trabalhos...

"Ouvi um barulho e, quando olhei pelo espelho, vi um homem cair", explicou Diamantino Mendes, motorista do camião.

"Foi um descuido dele, porque eu não derrubei nenhum pino delimitador do perímetro", acrescentou o condutor, visivelmente abalado.

António deixa dois filhos, ambos maiores de idade.

O acidente está a ser investigado pela Brigada de Trânsito.

 

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/morre-a-trabalhar-em-autoestrada

 

Outro caso (entre muitos):

 

Morre atropelado a trabalhar na A1

Um funcionário da Brisa morreu atropelado quando fazia a manutenção do asfalto na A1, em Vila Nova de Gaia.

José Manuel Salgado, 58 anos, foi atingido pela máquina com que trabalhava depois de um embate de um camião.

Acabou por morrer no local, à frente de um colega.

José Manuel estava a colocar alcatrão na berma da auto-estrada, virado de frente para o trânsito, enquanto que o colega sinalizava as obras.

Quando passou um camião de uma empresa de transportes, o pneu do pesado embateu na máquina de alcatrão.

Com o impacto, a máquina atingiu o funcionário da Brisa.

"Ele até pensava pedir a reforma antecipada.

A vítima deixa mulher e três filhas.

 

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/morre-atropelado-a-trabalhar-na-a1

 

 

 

 

publicado por Oficial de mecânica às 00:43 | link do post | comentar