Declaração do Funchal - CIVITAS...

PAC (Political Advisory Committee) “Declaração do Funchal”

 

Declaração que reitera o empenho das mais de 200 cidades que compõe a rede CIVITAS em atingir uma mobilidade urbana sustentável.

Descarregue a Declaração do Funchal em Português

 

Foram dez as cidades portuguesas que subscreveram a Declaração do Funchal, um documento destinado a promover uma maior sustentabilidade da mobilidade urbana na Europa.

 

A declaração, que teve também o apoio das restantes 199 cidades europeias que integram a iniciativa Civitas (City-Vitality Sustainability), foi subscrita no último dia do Forum Civitas 2011, que decorreu ao longo de três dias no Funchal.

Em paralelo com este compromisso, os signatários exortaram a Comissão Europeia a disponibilizar mais verbas para solucionar os problemas de mobilidade nas urbes da UE.

 

O projecto Civitas, também conhecido por “Cleaner and Better Transport in Cities", é uma iniciativa co-financiada pela União Europeia, destinada a
apoiar as cidades europeias que queiram introduzir medidas e políticas ambiciosas no que concerne aos transportes, com vista a atingir uma mobilidade
urbana mais sustentável. Para que este desafio seja atingido, o Civitas quer encorajar tanto a criação de novas estratégias como a aplicação de tecnologias inovadoras para os sistemas de transportes urbanos.

 

Este encontro teve as assinaturas de dez cidades portuguesas:

Aveiro,

Beja,

Braga,

Cascais,

Coimbra,
Faro,

Funchal,

Porto,

Torres Vedras e

Vila Nova de Gaia.

 

Segundo Bruno Pereira, vice-presidente da Câmara Municipal do Funchal e presidente eleito do Comité de Aconselhamento Político do Civitas, a Declaração do Funchal “será um legado para o futuro, com as preocupações que temos e as orientações que achamos importantes para os próximos anos”. Diminuição da sinistralidade, supressão gradual dos veículos movidos a combustíveis fósseis e a melhoria da qualidade do ar. Estas são algumas das medidas que as cidades reunidas no fórum comprometeram-se a empreender.

 

Eco-condução
é uma forma de condução eficiente que permite reduzir o consumo de combustível e a emissão de gases com efeito de estufa e outros poluentes, contribuindo  também para uma maior segurança rodoviária e um maior conforto dos ocupantes.
 
 

Esta prática de condução permite obter diversos benefícios através da adopção de melhores práticas de condução, nomeadamente:

  • Redução do consumo médio de combustível;
  • Redução das emissões de gases com efeito de estufa, nomeadamente o CO2;
  • Redução das emissões de poluentes atmosféricos locais, como o monóxido de carbono e as partículas;
  • Diminuição do desgaste do veículo e consequentes custos de manutenção e reparação;
  • Aumento do conforto a bordo do condutor e seus passageiros;
  • O aumento da segurança rodoviária.

 

Assim, a adopção de uma eco-condução pode levar até 20% de redução de consumo de combustível, o que para um condutor habitual esta diferença pode representar em um potencial de poupança até €300 por ano.

 

 

 

 

publicado por Oficial de mecânica às 19:33 | link do post | comentar