Férias Seguras no Trânsito...

Não pode entrar em desvanecimento o facto
de que, em 2010, Portugal foi o único país da UE em que a sinistralidade rodoviária
subiu.

 

A operação “Férias Seguras” de 12 a 15 de
Agosto registou menos 283 acidentes - uma redução de acidentes em comparação
com 2010 (dados provisórios); menos 8 mortos, 13 feridos graves e 96 feridos
ligeiros.

Mas, só num dia (Sábado), houve 253 acidentes, 3 mortos, 7 feridos
graves e 83 feridos ligeiros e reportando os primeiros 11 dias
de Agosto - 28 pessoas perderam a vida nas estradas portuguesas (também números
provisórios) e alguns feridos graves que internados podem vir a aumentar
o número dos casos mortais.

 

http://www.ansr.pt/default.aspx?tabid=57

 

Espera-se que o Lançamento da Década de Acção pela Segurança no Trânsito (11 de Maio de 2011)

com a sinistralidade rodoviária a ser considerada um problema de saúde pública, tenhamos um aumento
da segurança nas estradas; e que o Ministério da Saúde, a par com o da Administração
Interna e o da Justiça, deixem finalmente de “fechar os olhos” a esta chocante realidade social.

 

http://cambiantevelador2.blogs.sapo.pt/2011/05/19/

 

A prevenção das mortes na estrada devia ser uma prioridade para este novo governo do PSD que,

apesar de ter de cumprir com as metas do acordo com a troika, deverá promover um policiamento e uma
fiscalização rodoviária mais “intensa” nas estradas.

 

A Prevenção da Sinistralidade Rodoviária
poderá exigir um aumento da despesa (na Brigada de Transito da GNR), mas também
contribuirá com um aumento da receita para o Estado através das multas.

 

Só através de uma fiscalização rodoviária eficaz, se pode conseguir

melhores resultados,
como por exemplo:

O combate a deficiente sinalização fixa ou temporária;

O excesso de velocidade;

As manobras perigosas que, na maioria das
vezes, passam impunes e são causadoras de graves acidentes.

F.Bras

 

Artigo 21.º

Sinalização de manobras

 

1- Quando o condutor pretender reduzir a velocidade, parar,

estacionar, mudar de direcção ou de via de trânsito, iniciar uma

ultrapassagem ou inverter o sentido de marcha, deve assinalar

com a necessária antecedência a sua intenção.

2 - O sinal deve manter-se enquanto se efectua a manobra e cessar

logo que ela esteja concluída.

3 - Quem infringir o disposto nos números anteriores é sancionado

com coima de € 60 a € 300.

 

Acidentes - Um morto no Barreiro em despiste com moto-quatro.

 

Um homem morreu esta tarde em Santo António da Charneca, freguesia do Barreiro,

após a moto-quatro onde circulava ter embatido contra dois automóveis estacionados.

destak@destak.pt

 

“Os únicos interessados em mudar o mundo são os pessimistas, porque os optimistas estão encantados com o que há.”
Saramago

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Oficial de mecânica às 18:49 | link do post | comentar