Condutores periogosos...

Morreram 19 pessoas em acidentes de viação

 

Entre Janeiro e 31 de Maio perderam a vida 19 pessoas vítimas de acidentes ocorridos nas estradas do distrito de Setúbal, precisamente mais uma do que em igual período do ano passado.

Segundo os dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária Setúbal a par de Santarém é o sexto distrito com maior mortalidade nas estradas, antes de Lisboa (39), Porto (34), Leiria (27), Coimbra (21) e Faro (20).

A nível de feridos graves regista-se uma quebra acentuada, passando de 69 para 52, menos 17.

A nível do país regista-se um aumento de vítimas mortais passando de 262 para 268.

 

http://www.osetubalense.pt/noticia.asp?idEdicao=646&id=21910&idSeccao=4758&Action=noticia

 

Estradas do distrito de Beja já fizeram 9 mortos

 

De acordo com os dados provisórios da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) nas estradas do distrito de Beja perderam a vida em acidentes de viação 7 pessoas entre 1 de Janeiro e 31 de Maio.

Comparativamente com período homólogo há a registar mais 5 mortos.

O número de feridos graves caiu dos 32 em 2010 para os 31 este ano.
Em Portugal já perderam a vida nas estradas 268 pessoas, mais seis do que nos primeiros cinco meses de 2010.

No país estão contabilizados 888 feridos graves, menos 55 do que no ano passado.
De acordo com a ANSR são contabilizadas como vítimas mortais “as vítimas cujo óbito ocorre no local do acidente ou durante o respectivo transporte até à unidade de saúde”.

A estas vítimas mortais juntam-se mais duas resultantes do acidente entre um pesado e um ligeiro de passageiros ocorrido ontem no IP2, próximo de Vidigueira.

 

http://www.radiopax.com/noticias.php?d=noticias&id=12378&c=1

 

Sinistralidade rodoviária: Jaime Ramos entregou queixa-crime.

 

O presidente da Fundação ADFP, Jaime Ramos, apresentou, hoje, uma queixa-crime visando eventuais culpados pela

“elevada taxa de sinistralidade rodoviária” registada em Portugal.

 

Ex-deputado (PSD) à Assembleia da República e antigo governador civil de Coimbra, o autor da participação é médico e prestou serviço no INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica).

 

“Portugal não pode continuar a ter milhares de vítimas em cada ano, mortos e pessoas com incapacidades permanentes, por culpa de alguns protagonistas com responsabilidades no sector”, disse o médico ao “Campeão”.

 

Jaime Ramos, alegando a existência de “indícios de actuação dolosa”, sugere que sejam ouvidos o primeiro-ministro, o ministro da Administração Interna e o comandante-geral da GNR.

 

http://campeaoprovincias.com/pt/index.php?option=com_content&view=article&id=9756%3Asinistralidade-rodoviaria-jaime-ramos-entregou-queixa-crime&catid=14%3Aactualidade&Itemid=130

 

MAI perde o 'rasto' a 800 condutores periogosos

O ministério da Administração Interna (MAI) desconhece onde estão os processos de cerca de 800 condutores "perigosos" que a ex-Direcção-Geral de Viação (DGV) preparou para serem submetidos ao regime de "cassação", que os
deixaria sem carta de condução dois anos.

 

Estes condutores tinham já atingido o número de contraordenações graves e muito graves que os sujeitavam a esta medida.

Mas uma espécie de "amnistia administrativa" limpou-lhes o "cadastro" deixando-os a circular tranquilamente nas estradas.

 

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) "refuta" a transição destes processos ,mas em declarações à comunicação social, em 2007, o último Director-geral de Viação disse que tinha "preparado 797 processos" de condutores a quem a carta teria de ser cassada.

Neste momento, a ANSR reconhece que tem apenas 93 condutores na 'lista negra'.

 

http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1869669

 

 

"Depois de uma olhadela neste planeta, qualquer visitante extraterrestre dirá: eu quero falar com o gerente." (William S. Burroughs)"

 

 

 

 

 

publicado por Oficial de mecânica às 12:33 | link do post | comentar