O paroxismo da velocidade...

CM (edição de papel) 07/12/2010

Condutor apanhado na A2, entre Alcácer do Sal e Grândola, pode levar multa de 2500 euros.

 

Radar da GNR caça Audi A5 a 251 km/h na auto-estrada.

O radar do posto de trânsito da GNR de Grândola detectou, um veículo a circular a 251 km/h ao quilómetro 95 N/S, tendo sido depois interceptado por patrulha. Identidade do condutor não foi divulgada.

Esta é uma das velocidades mais elevadas alguma vez registadas em radar em Portugal.

Segundo o código da estrada incorre numa coima de 500 a 2500 € pela prática de contra ordenação muito grave, cuja sanção acessória de inibição de conduzir se situa entre os 2 meses e os 2 anos.

 

(TÍTULO II - Do trânsito de veículos e animais

CAPÍTULO I - Disposições comuns

SECÇÃO III – Velocidade

Artigo 27.º - Limites gerais de velocidade

1 – Sem prejuízo do disposto nos artigos 24.º e 25.º e de limites inferiores que lhes sejam impostos, os condutores não podem exceder as seguintes velocidades instantâneas (em quilómetros/hora):…)

 

Radares de velocidade excluem auto-estradas

 

Estudo de localização está a cargo do LNEC.

Os frutos da Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária, que programa acções e metas até 2015, só serão visíveis no próximo ano.

Um deles é a criação da primeira rede nacional de radares, que deixará de fora auto-estradas.

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1047053

 

Só um condutor perdeu a carta por excesso de infracções desde 2008

http://jornal.publico.pt/noticia/02-12-2010/so-um-condutor-perdeu-a-carta-por-excesso-de-infraccoes-desde-2008-20742837.ht

 

“news 352”

Apanhado a 290 km/h na auto-estrada.

 

Um condutor suíço foi preso e o seu Mercedes SLS AMG apreendido, após ter sido apanhado a 290 km/h, numa auto-estrada próxima de Fribourg, onde a velocidade máxima permitida é 120km/h.

A carta de condução do condutor sueco foi-lhe retirada e o veículo apreendido pela polícia de Friburgo.

Pouco depois da sua passagem fatídica pelo radar, o veículo foi mandado parar pela polícia do cantão de Vaud, e o condutor metido sob custódia.

Depois de ter sido identificado e ouvido, o condutor pôde finalmente abandonar as instalações da polícia suíça... mas sem carro nem carta.

 

O condutor de 37 anos, cujo nome não foi revelado, arrisca-se agora a uma multa que poderá chegar a um milhão de francos suíços, cerca de 720 mil euros, a mais elevada aplicada por uma infracção de trânsito.

A confirmar-se, a multa deverá quintuplicar o anterior recorde, também registado na Suíça, este ano, quando o condutor de um Ferrari Testarossa foi multado em 202 mil euros, por ter atravessar uma aldeia a pouco mais de 100 km/h, quando o limite era 80 km/h.

 

Qual a razão para uma multa tão elevada?

A Suíça é um dos países da Europa onde os valores das multas são decididos em função da fortuna do infractor.

 

 

Condutores checos abrandam ao ver polícias de mini-saia.

 

As autoridades da República Checa colocaram polícias de cartão, vestidas com uma mini-saia, à beira da estrada, pois acreditam que 'as agentes da autoridade' são capazes de impor respeito aos automobilistas.

Os números demonstram que os condutores passaram a abrandar nos locais onde elas estão colocadas.

O autarca da cidade de Mrakotin, Mirolav Pozar, garantiu que os condutores, incluindo ele próprio, abrandam automaticamente quando vêm as agentes. Pozar nega que os automobilistas abrandem para olhar para as pernas das polícias de cartão, atesta que os condutores que abrandam pelo respeito que têm ao uniforme.

Na cidade próxima de Myslotin, uma rádio local providenciou inclusive casacos e chapéus para ajudar as polícias a ficarem mais quentes.

No entanto, tais peças de vestuário foram roubadas num dia.

Algumas agentes de cartão foram já raptadas do seu posto à beira da estrada.

http://sol.sapo.pt/inicio/Vida/Interior.aspx?content_id=6787

 

Mundo (2010-12-14) Acidente em cadeia na China provoca pelo menos nove mortes

 

O nevoeiro numa auto-estrada chinesa provocou um acidente com 140 viaturas. Há pelo menos nove feridos.

As equipas de emergência estão a retirar os carros sinistrados mas a operação vai levar algum tempo.

http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?t=Acidente-em-cadeia-na-China-provoca-pelo-menos-nove-mortes.rtp&headline=20&visual=9&article=399236&tm=7

 

"A fatalidade é aquilo que queremos". Romain Rolland

 

 

 

 

publicado por Oficial de mecânica às 15:21 | link do post | comentar